.mais sobre mim

.posts recentes

. GRANDE CONCERTO/IL DIVO P...

. Parabêns Filho/ Tiago

. Brincadeira

. SOS criança 800202651

. Amor desconhecido

. Mandado de Prisão

. Estatisticas

. Minha Mãe

. Amizade

. Meus defeitos e qualidade...

. Poema

. Poema

. Poema

. Poema

. Poema

. Poema

. Poema

. Poema

.tags

. amizade

. amor

. brincadeira

. coisas

. dia

. il divo

. mãe

. parabêns

. poema1

. poema2

. poema3

. poema4

. poema5

. poema6

. poema7

. poema8

. prisão

. sos criança

. todas as tags

.arquivos

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

Quinta-feira, 25 de Janeiro de 2007

Poema

Contigo eu vejo o mundo

  tal como é na realidade

Estás ausente um segundo

  e já me bate a saudade

--------/----------

Sofrer por ti é algo

  que n é facil de fazer

mas foi a mim que

   prometi de te

amar até morrer

--------/-------

Atirei uma laranja

  da ribeira ao cais

para ver se te esquecia

  mas cada vez me lembro mais

--------/------

Eu vivo no mundo dos sonhos

  pois só lá te consigo ver

Quando recordo tenho desgosto

  de n te poder ter

27-03-2004

tags:
publicado por anafreitas às 15:43

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 24 de Janeiro de 2007

Poema

Quando chegas-te todos te olharam

              menos eu

Quando sorris-te todos sorriram

              menos eu

Quando falas-te todos te falaram

              menos eu

Quando partis-te todos te esqueceram

               menos eu

---------/---------

Uma lagrima vai caindo

   no fundo do meu coração

Um sorriso vai saindo

  do poço da solidão

----------/-----------

Contigo é tdo alegria

    até mesmo a tristeza

A noite passa a ser dia

     o feio a ter beleza

27-03-2004

tags:
publicado por anafreitas às 15:49

link do post | comentar | favorito

Poema

No fundo do mar á uma

   história de amar

----- faz de peixinho

e o ---- de pescador

---------/---------

Sem ti a vida n tem côr

 Sem ti amor n é amor

    Sem ti n tenho razão

pra viver

----------/--------

   Quando vou falar contigo

N sei o que sinto ao chegar

   Perco a voz e nada digo

pareço uma estátua a olhar

   Mas se ao ver-te fico muda

sem ouvir nem responder

   Dizem-te meus olhos tdo

que n te posso dizer

27-03-2004

tags:
publicado por anafreitas às 15:36

link do post | comentar | favorito

Poema

Nossos corpos flamejaram

   naquela noite mágica

   Tão clara tão indecisa

Palavras de amor trocamos

--------------/---------------

O meu coração está quente

    e n para de ferver

Tal como o desejo veemente

que n consegue desapareçer

-------------/-------------

O meu coração está a escaldar

        já sinto o ardor

        Se isto for pecar

O culpado é o amor

-----------/----------------

O meu coração está a explodir

   taciturno e desconsolado

As chamas podes extinguir

se permaneçeres do meu lado

tags:
publicado por anafreitas às 15:21

link do post | comentar | favorito

Poema

O meu coração já n existe

     desesperado pareçeu

   As cinzas o reduzistes

Porque nunca foste meu

-------------------/---------------

Aqui sentada num banco

  Só uma imagem vem á mente

Tu com o teu lindo sorriso

sempre e sempre contente

-----------------/--------------

Ás vezes ainda me pergunto

  porque vivo eu de recordações

Tenho que viver a vida

sem ligar muito a paixões

-----------/------------------

Lá fora a chuva cai

 cá dentro minha alma chora

Do mais infimo da terra

  se ouve um ai

Onde a mais profunda dor mora

28-03-2004

tags:
publicado por anafreitas às 15:08

link do post | comentar | favorito

Poema

 As nuvens desprezam o céu

As estrelas perdem o brilho

O mar cobre-te com

um negro véu

A lua entra em delíriro

------------------/--------------

As montanhas gritam ao vento

   A morte tdo acalma

Que mais se há-de

   pedir ao tempo

A n ser uma intensa

   chuva de alma

----------------/------------

Já algum tempo atráz

   te vi e n liguei

mas passado algum tempo

    em ti pensei

28-03-2004

 

tags:
publicado por anafreitas às 15:02

link do post | comentar | favorito

Poema

O mar pode separar

dois olhares mas nunca

   dois corações

Nem mesmo a tua força

poderá apagar aquilo

  que sinto por ti

---------------------/-----------------

O amor que sinto por ti

é como o desabrochar de

   uma flor um dia foi

semente cresçeu e fortaleçeu

--------------------/---------------------

Se algo se comparasse á

imortalidade o amor seria

provavelmente o eleito

-------------------/--------------------

Amar é descobrir

  a nossa riqueza fora

de nós

08-04-2004

tags:
publicado por anafreitas às 14:54

link do post | comentar | favorito