.mais sobre mim

.posts recentes

. Poema

.tags

. amizade

. amor

. brincadeira

. coisas

. dia

. il divo

. mãe

. parabêns

. poema1

. poema2

. poema3

. poema4

. poema5

. poema6

. poema7

. poema8

. prisão

. sos criança

. todas as tags

.arquivos

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

Quarta-feira, 24 de Janeiro de 2007

Poema

Nossos corpos flamejaram

   naquela noite mágica

   Tão clara tão indecisa

Palavras de amor trocamos

--------------/---------------

O meu coração está quente

    e n para de ferver

Tal como o desejo veemente

que n consegue desapareçer

-------------/-------------

O meu coração está a escaldar

        já sinto o ardor

        Se isto for pecar

O culpado é o amor

-----------/----------------

O meu coração está a explodir

   taciturno e desconsolado

As chamas podes extinguir

se permaneçeres do meu lado

tags:
publicado por anafreitas às 15:21

link do post | comentar | favorito